Ordenha Canalizada: Tubulações!

No último post falamos sobre a Unidade de Recepção e Transferência do Leite, hoje a Ordemax traz para você mais um assunto que faz parte da ordenha canalizada: as tubulações dos equipamentos. Vem com a gente e saiba mais!

O esquema básico das máquinas de ordenha funciona envolto da sucção e transporte do leite por meio do vácuo, processo esse que depende do perfeito funcionamento de outras partes do equipamento de ordenha canalizada, sendo algumas delas: a bomba de vácuo, reserva de vácuo, regulador de vácuo, pulsadores, unidades de ordenha e as tubulações que direcionam o leite, o vácuo e higienização de todo sistema. Conheça cada uma delas:

Tubulações de leite: Ao contrário do que muitos imaginam a tubulação do leite não serve somente para condução do leite ordenhado até a Unidade de recepção e Transferência do Leite, mas também, é um dos principais componentes para a correta distribuição e condução do volume e reserva efetiva de vácuo produzido em um equipamento canalizado. Portanto, o seu dimensionamento deve ser criterioso em função do tamanho do equipamento e da necessidade de leite a ser ordenhado e transportado, pois para que haja equilíbrio no sistema mantendo assim a saúde da vaca, em momento algum a Tubulação de leite deve ter mais do que 50% de seu volume preenchido por leite, fazendo com que haja sempre espaço disponível para o Vácuo. A correta dimensão e instalação das entradas de leite na tubulação se fazem necessária, pois disto também depende o sucesso da higienização de todo espaço por onde passa o leite;

Tubulações de vácuo: São responsáveis pela condução do ar retirado do sistema até a bomba de vácuo, de forma bem fechada, fazendo com que a ordenha ocorra sem oscilação de vácuo promovendo a Estabilidade de Vácuo, imprescindível para manutenção da saúde da glândula mamária das vacas ordenhadas.  A correta instalação dos pulsadores junto à tubulação de vácuo se faz necessária para que cada unidade de ordenha não interfira no funcionamento da unidade que fica imediatamente ao lado, desta forma não prejudicando o processo de ordenha como um todo, lembrando que ligada ao reservatório sanitário e ao tanque pulmão, a tubulação de vácuo faz parte do objetivo de manter a reserva e estabilidade de vácuo do equipamento de ordenha;

Tubulações de limpeza: a higienização (Limpeza e Desinfecção) dos equipamentos de ordenha também é fundamental para manter uma qualidade elevada no produto final e, por isso, a tubulação de limpeza é responsável pela passagem da solução de higienização do equipamento, ligando a tubulação do leite, a Unidade de Recepção e Transferência, e por fim até o tanque de resfriamento do leite; da mesma forma que as demais tubulações devem ser dimensionadas de acordo com a necessidade de cada equipamento, lembrando que a distância entre o tanque de resfriamento de leite e o equipamento de ordenha deve ser levada em conta, afinal isto compõe a necessidade de solução de higienização, bem como o volume de químicos a serem utilizados para que todo sistema fique apto a desenvolver uma nova ordenha no próximo período do dia mantendo a qualidade do leite ordenhado.

Por fim, cabe salientar que todas as tubulações que constituem um equipamento de ordenha devem passar por inspeções periódicas, da mesma forma que os demais componentes do sistema.

Conseguimos esclarecer qual a função das tubulações dentro de um equipamento de ordenha canalizada? Então acompanhe a Ordemax lá no facebook e instagram e fique ligado no nosso próximo post que será sobre Pulsadores!

Está começando neste mercado e quer entender mais sobre o equipamento de ordenha? Clique aqui e confira!

Nenhum comentário.

Deixe seu comentário